Peixe Boi  Site

25/03 – Meu Pequeno Coração Caipira na Fundação Ema Klabin – SP

Após percorrer sete cidades do interior, o Festival de Música Infantil Peixe Boi faz o show de encerramento do projeto em São Paulo.Uma mostra infantil inédita que reuniu atrações de diferentes estilos da música para crianças.
Governo do Estado de São Paulo, Secretaria da Cultura e CPFL Energia e Instituto Cpfl apresentam:

25/03 – Meu Pequeno Coração Caipira na Fundação Ema Klabin – SP

Meu Pequeno Coração Caipira faz uma celebração da cultura tradicional caipira, longe dos estereótipos e rótulos, através de canções, causos, modinhas, adivinhas, simpatias e trava línguas em uma apresentação repleta de humor, poesia que tem identificação imediata com o universo infantil e que evoca a memória afetiva dos mais velhos.

A intenção é levar ao público a um mergulho neste universo tão presente no cotidiano de muitos e na formação da identidade cultural do nosso povo, em momentos únicos de humor, encantamento e brasilidade. O espetáculo foi concebido especialmente para o público infantil e é indicado para todas as idades.

O grupo é formado por: Giba Pedroza, Paulo Bira, Susana Salles, Simone Julian e André Bedurê.

São Paulo
Data: 25/03 (sábado)
Horário: 16h30
Local: Fundação Ema Klabin
Rua Portugal, 43, Jd. Europa – São Paulo | tel: (11) 3897-3232
Entrada franca
PCC

O festival percorreu as cidades de Dois Córregos, Mairinque, Santa Cruz do Rio Pardo, Itobi, Potirendaba, Bariri e Iperó levando a música infantil de qualidade para locais sem acesso consolidado a estas ações, promovendo a democratização do acesso, formação de público e a circulação da música popular brasileira.
O projeto apresenta ainda a websérie de música Peixe Boi que em 20 episódios traz parlendas, trava-línguas, cantigas de roda, histórias e muito mais.
Pode-se acompanhar os vídeos em: www.youtube.com/culturainfantil

O projeto é uma realização do Governo do Estado de São Paulo, Secretaria da Cultura através do Proac com patrocínio da CPFL Energia e Instituto CPFL  o show conta com o apoio da Fundação Ema Klabin