Pds

Foram 4 álbuns lançados em 2017. Ouça, conheça e compartilhe!!!

Nossa proposta como Selo Gravadora independente é proporcionar um passeio por diferentes ritmos da cultura popular como xote, samba, baião, bumba meu boi, baianá, mpb e a música brasileira também mais urbana e contemporânea. É encontrar parcerias que viabilizem trabalhos refinados de diferentes artistas e gêneros da música alcançar um público maior, neste ano de 2017, tivemos 4 lançamentos passando pela música regional, instrumental e mpb, abaixo segue o link um pequeno resumo de cada artista!

Henrique digipack.indd
Artista: Henrique Araújo e o Regional ImperialO Choro do Sertão
Albúm: O Choro do Sertão

Mini Bio – Henrique Araújo representa atualmente importante referência do cavaquinho e do bandolim no cenário musical do Brasil. Aos 31 anos, Henrique é diretor musical e regente do Cordão Carnavalesco Assim é que é e faz parte dos grupos Cadeira de Balanço, Panorama do Choro Paulistano Contemporâneo, Alexandre Ribeiro Quarteto, Batuqueiros e sua Gente e Quarteto Aeromosca.

Em Choro do Sertão, o bandolinista Henrique Araújo e o Regional Imperial – formado por João Camarero e Junior Pita (violões), Lucas Arantes (cavaquinho) e Rafael Toledo (pandeiro) – apresentam repertório de choros compostos por Dominguinhos, obra que representa importante legado, tanto para admiradores do compositor, quanto para o universo do choro.Este álbum busca transportar a linguagem do acordeom para o bandolim, de modo a sugerir, assim, novos caminhos que o instrumento possa proporcionar, tanto no âmbito rítmico, como no melódico e no harmônico. Juntos, Henrique Araújo e Regional Imperial pretendem apresentar ao público e pesquisadores um trabalho totalmente instrumental de resgate e inovação desse compositor, devido ao caráter de resgate de nossas raízes e nossa história.

Links -Ouça!
Spotify: https://open.spotify.com/album/5m94K3R7lsVHpj664kR3e3
Deezer: http://www.deezer.com/br/album/53704782

Redes sociais
Facebook – https://www.facebook.com/henriquearaujon/
Youtube – https://www.youtube.com/watch?v=oxV7sl9Zvkg

capa-20x20-ze-v-final.indd
Artista: Zé Eduardo
Albúm: Zé

Mini Bio – Zé Eduardo é um daqueles músicos já bem conhecidos na cena paulistana, com 20 anos de carreira profissional. Estudou, em 2008, canto no Instituto Negra Voz, com o especialista em canto negro Izabeh e atualmente trabalha a conscientização vocal com a fada da voz Maria Alvim. Além disso, fundou várias bandas e projetos ao longo dos anos, como Sambasoul Esporte Clube, de 2007, uma big band de 11 músicos, e o Fechado Pra Balanço, no ano de 2012, com ambos chegou a se apresentar vários locais conhecidas, entre eles Teatro Mars, Diquinta, Grazie a Dio e Sesc`s. Agora em turnê com este novo álbum o artista declara o que público pode esperar deste nova fase da carreira: “Um trabalho alegre e dançante, a tal da MPB (Música Preta Brasileira)”

“Convidei diversos amigos músicos pra gravar, pensava na canção e já imaginava quem melhor se encaixaria e chamava para participar”, explica Zé Eduardo. “O processo de gravação durou três anos e o clima foi sempre de muita descontração”, complementa.

Links -Ouça!
Spotify: http://spoti.fi/2orYR4N
Deezer: http://bit.ly/2nbejCe
Napster:http://bit.ly/2nbicqZ
Google Play:http://bit.ly/2mK4yPr
Apple Music/iTunes: https://itun.es/br/X_zCib

Redes sociais
Instagram – http://www.instagram.com/_ze_eduardo_
Facebook – https://www.facebook.com/zeeduardo.zeoficial/
Youtube – https://www.youtube.com/channel/UCujgZ1vJ-heKJ0UJ3vlAfXw

ENCARTE V2 48x12cm

Artista: Izaías e Seus Chorões
Albúm: Chorando na Gároa

Mini Bio – História viva e verdadeira legenda do Choro brasileiro, Izaías e Seus Chorões é o grupo mais antigo de São Paulo em atividade. Foi criado por dois dos mais geniais e requisitados músicos de nosso país, o bandolinista Izaías Bueno de Almeida e seu irmão, o violonista Israel 7 Cordas. Izaías tem uma vida dedicada ao choro com quase 60 anos de carreira, começou a tocar bandolim com 10 anos de idade. Quando foi apresentado por Jacob do Bandolim, tornou-se o mais respeitado bandolinista de São Paulo. Israel passou depois para o violão, tocando bossa-nova, e para a guitarra, integrando conjuntos de iê-iê-iê. O começo dos anos 70 marcou também o nascimento de Izaías e Seus Chorões, com a atual formação, junta há mais de dez anos.

Links -Ouça!
Spotfy – https://goo.gl/tWYc9n
Deezer – https://goo.gl/z8QcDJ
Itunes – https://goo.gl/jbKdZ9

Redes sociais
Facebook – https://www.facebook.com/IzaiasESeusChoroes/
Youtube – https://www.youtube.com/watch?v=kc9qlXjZkxc

Digipack exemplo bitmap.cdr
Artista: Camiranga
Albúm: No tempo da escravidão

Mini Bio – O grupo Camiranga, desde 2003 se dedica à criação de repertório de canções autorais e ao desenvolvimento de uma identidade musical única, que conecte a rusticidade do Brasil profundo às altas tecnologias do mundo globalizado. O nome Camiranga é inspirado no disco “Urubu” – obra prima de Tom Jobim, onde o maestro dedicou um texto ao “urubu mestre dos ventos”, aquele que tem a cabeça vermelha – o Camiranga. O projeto No tempo da escravidão a palavra tem tanta importância quanto a música. Suas influências literárias mais importantes são os mineiros João Guimarães Rosa e Carlos Drummond de Andrade, dois dos maiores escritores do pais, além de importantes letristas de nossa música popular, como Paulo César Pinheiro, Fernando Brant e Aldir Blanc. Com composições de Andréa Sechini e Marcus Sacrini interpretadas pelo grupo Camiranga, o projeto “No tempo da escravidão” conta, através das canções, diferentes histórias ambientadas no período escravagista. As letras narram situações de resistência, revoltas, fugas, cumplicidades inesperadas, paixões proibidas e perversidades doídas.

Links -Ouça!
Spotfy – https://goo.gl/5Dg11c
Deezer – https://goo.gl/HvgN5Y
Itunes – https://goo.gl/ULhYx8

Redes sociais
Facebook – https://www.facebook.com/Camiranga-147083992031623/
Youtube – https://www.youtube.com/watch?v=4MYJleanx5Q